Preparativos especiais para o Cruzeiro Disney

Viajar no Cruzeiro Disney é mesmo inesquecível e um pouquinho de planejamento extra antes da viagem pode ajudar a enriquecer ainda mais a experiência da sua família.

Compartilharemos nesse post algumas providências que tomamos antes de embarcar.

Conheça outras famílias que farão o mesmo cruzeiro

Essa foi uma dica que me passaram no grupo do Facebook “Viagens em Família”.

Se você digitar o nome do seu navio e a data do embarque na busca do Facebook, muito provavelmente aparecerá um grupo formado por pessoas que embarcarão no mesmo dia que você. Peça para participar. O nosso grupo, por exemplo se chamava “Disney Dream March 2, 2015”. A partir daí, será possível conhecer as outras famílias que farão o mesmo cruzeiro que você: o que fazem, de onde são, quais pessoas viajarão junto com eles, quais as expectativas quanto à viagem…

Uma coisa que é muito bacana é que muitos participantes são viajantes frequentes da Disney Cruise Line e têm dicas preciosas para dividir com os demais. Para citar só um exemplo, foi no grupo que eu fiquei sabendo que a Anna e a Elsa de Frozen estariam no navio, mas que para encontrar com elas era necessário agendar um horário e pegar uma senha o mais rápido possível no dia do embarque. Ufa! Conseguimos a senha e a Bela teve a oportunidade de conhecê-las. Se eu não estivesse no grupo, provavelmente nunca saberia disso, pois este evento especial não estava escrito ou divulgado em lugar algum do navio ou mesmo do site.

Também foi no grupo que fiquei sabendo sobre o próximo tópico que apresentaremos: a troca de presentes entre cabines (Fish Extender Gifts).

Participe da troca de presentes (Fish Extender Gifts)

Muitas pessoas que participam de cruzeiros Disney costumam organizar uma troca de presentes (lembranças) entre as cabines e é no grupo do Facebook que os grupos que participam da brincadeira são montados.

Eles chamam as lembranças de “Fish Extender Gifts” porque na porta de cada cabine há um ganchinho onde é possível pendurar avisos para os passageiros. O ganchinho é em forma de peixe, cavalo-marinho ou conchinha… Daí vem “Fish Extender”. As famílias preparam uma bolsinha para deixar pendurada no Fish Extender. Alguns adaptam uma sapateira, enfeitam e separam um bolso para cada membro da família. Outros costuram uma bolsinha especial só para ocasião. Há até quem compre a bolsinha já pronta na Etsy (tem vários modelos para vender).

Se você digitar “Fish Extender” no Google, verá a imensa diversidade de bolsas que são usadas nas portas. Se não quiser perder tempo preparando uma, também pode participar da brincadeira colocando alguma sacola simples mesmo, com o nome da família (só para as pessoas terem certeza de que estão na cabine certa).

Nós preparamos a nossa própria bolsinha de “Fish Extender” com um pouco de feltro que já tínhamos em casa. Vejam como ficou:

É dentro dessa bolsinha que as pessoas colocam os presentes.

Vejam abaixo o nosso Fish Extender cheio de presentes. Era muito divertido voltar e checar tudo o que haviam deixado lá.

 

Os presentes podem ser basicamente qualquer coisa… Lembrancinhas típicas do local de onde você vem, algo que possa lembrar o cruzeiro ou os personagens da Disney, algo feito por você mesmo… Deve ser sempre algo mais baratinho, pois várias famílias participam da atividade, então você precisará fazer um presente para cada família ou mesmo um para cada membro da família.

O nosso presente foi assim: uma caixa com paçoquinhas (doce típico do nosso estado), um chaveirinho com a bandeira do Brasil, livrinhos para colorir feitos por nós mesmos com personagens Disney e curiosidades sobre o Brasil / Brasil + Disney (a capa era personalizada com o personagem favorito da criança / um livrinho para cada criança), um enfeite para árvore de Natal em formato do Mickey, também feito por nós mesmos e um cata-vento nas cores da bandeira brasileira… Colocamos tudo em uma sacolinha e anexamos uma cartinha na qual explicávamos cada lembrancinha.

Abaixo, os enfeites que fizemos para a árvore de Natal (frente e verso).

Dentro do navio, será necessário separar um momento para sair com o mapa preparado pelo próprio grupo, distribuindo as lembranças nas portas das cabines.

Foi muito divertido e a Bela, nossa filha de pouco menos de 3 anos, foi uma super ajudante.

Nesta foto, a Bela ajudando a mamãe a carregar as sacolas:

 

Dezoito cabines participaram do nosso grupo e, no final, vejam só quantos presentinhos nós recebemos:

São ótimas recordações / souvenires da viagem, não acham?

Enfeite a porta da sua cabine

Quando andar pelo navio da Disney, você perceberá que muitas famílias enfeitam as portas de suas cabines com os nomes dos membros da família, personagens Disney ou o que a imaginação mandar… Pesquise no Google sobre “Disney Cruise stateroom doors” e veja a imensa variedade de imagens que vai aparecer.

Na minha opinião, é uma tradição bem legal. Tanto antes, como durante o passeio. É uma forma de interagir com as outras famílias a bordo e também de antecipar um pouco do divertimento da viagem.

Nós mesmos fizemos os nossos enfeites e foi uma delícia! Também ficamos muito orgulhosos quando vimos tudo grudado lá na porta. Recebemos muitos elogios por parte dos demais passageiros e dos funcionários do navio.

Se você pretende preparar enfeites para a sua porta, fique ligado! Não é permitido grudar nada nas portas com fita adesiva. Como as portas são metálicas, os enfeites devem ser grudados com ímã! Veja na foto abaixo, o teste que fizemos na geladeira de casa para ver se os enfeites iam “segurar” na porta.

 

Prepare suas fantasias de pirata

Se tiver “Pirate Night” no seu cruzeiro, entre no clima e se vista a caráter. Nem todo mundo vai vestido de pirata, mas muitas pessoas vão, então não fique de fora. Nós três fomos fantasiados e nos divertimos muito!

A minha fantasia e a do meu marido foram feitas por mim, improvisadas com coisas que tínhamos em casa e duas camisetas brancas baratinhas de supermercado. Fiz o colete e o cinto com camisetas velhas do marido. As bandanas são brindes do cruzeiro e eles deixam na cabine no dia da festa.

A fantasia da Bela, comprei na Amazon nesse link e mandei entregar no apartamento que alugamos no Airbnb e onde ficamos logo quando chegamos aos Estados Unidos. Foi baratinha (o dólar ainda tinha um preço razoável).

 

Gente, essa festa foi demais! A Bela aproveitou muito e fomos embora “na vassoura”.

Vejam só como a pequena aproveitou:

Leve fantasias para as crianças

Além das fantasias de pirata, não esqueça de levar outras fantasias que seus filhos possam ter. No dia do encontro com as princesas, quase todas as meninas vão vestidas de princesa. Então, se já tiver fantasias em casa, coloque na mala, pois, com certeza, as crianças vão querer usar.

Encontrando a Anna e a Elsa. Inesquecível.

É muito bacana quando as crianças passeiam pelo navio fantasiadas, pois os funcionários e os próprios passageiros sempre cumprimentam, elogiam, fazem brincadeiras, o que torna tudo ainda mais mágico.

Materiais para autografar

Quando fizemos o nosso cruzeiro em março, a Disney oferecia um serviço de cortesia muito legal. Era possível escolher dois objetos e deixá-los no balcão “Guest Services” junto com umas canetinhas para que os personagens pudessem autografá-los. Na última noite do cruzeiro, os itens e as canetinhas eram devolvidos na cabine com os autógrafos dos personagens.

Nós deixamos duas dessas “moldurinhas” de fotos para porta-retratos (não sei como se chama em português, mas em inglês são photo mats) com canetinhas coloridas + cartinha de agradecimento e caixas de paçoquinhas como agrado para os personagens e recebemos nossos photo mats assim:

 

Colocamos duas fotos do cruzeiro e hoje eles enfeitam a nossa sala e são uma lembrança perfeita daquele momento que vivemos:

Infelizmente, esse serviço não é mais oferecido desde agosto desse ano. Não se sabe ao certo o motivo, mas acreditam que seja o fato de a demanda ter aumentado muito, o que requeria muito tempo e esforço da equipe, conforme você pode ver nesse post do Disney Cruise Line Blog.

Mas por que eu contei isso tudo se não dá mais para fazer assim? É  que ainda há esperança. Rsrsrsrss. Os personagens podem dar autógrafos dentro do navio, sempre que você ficar na fila ou agendar um horário para encontrá-los (para encontrar as princesas, por exemplo, é possível agendar horário indo já no primeiro dia ao Guest Services). Neste caso, não esqueça de levar na bolsa o material que você deseja autografar. Essa ideia dos photo mats é bem “tradicional” nos cruzeiros Disney e nós achamos muito bacana, pois o porta-retrato fica exposto, sempre à vista, trazendo boas lembranças da viagem e dos personagens.

Livreto com orientações

Algumas semanas antes da viagem você receberá na sua casa um livreto com diversas orientações da Disney Cruise Line. Eles explicarão tudo direitinho. Como fazer o check-in, o que levar, o que não levar, quais as regras do navio… Não deixe de ler tudo.

No próprio livro há formulários para serem preenchidos e entregues no dia do embarque. Se não quiser rasgar o livrinho, os formulários também estão disponíveis no site da Disney Cruise Line (basta fazer o login e navegar na área dos preparativos para o cruzeiro – leia tudo nessa área também).

Uma dica importante é: preencha os formulários no site o mais rápido possível, pois você poderá escolher o horário em que deseja embarcar no navio. Os horários de embarque mais cedo são os mais disputados, pois quanto mais cedo se entra no navio, mais tempo se tem para aproveitar, claro… Então não perca a chance de ficar umas horinhas a mais no seu navio Disney.

Também é possível fazer antecipadamente no site a reserva de passeios nos portos de parada, reserva de restaurante exclusivo para adultos e reserva de horários no berçário.

Baixar aplicativo

A Disney Cruise Line tem um aplicativo bacana: o “Disney Cruise Line App”, disponível para Android e iOS.

Com ele você pode ter acesso a informações sobre programação e atividades durante toda a viagem. É uma boa ferramenta para ajudar a planejar seu dia no cruzeiro. É possível checar os menus dos restaurantes previamente, ver ofertas de compras, salvar as atividades favoritas em uma lista personalizada, descobrir onde os personagens estão aparecendo…

Ah! Uma coisa bem bacana do aplicativo é que é possível usá-lo para se comunicar com familiares e amigos por meio de um “chat”, enquanto estiver a bordo.

Vacina para febre amarela

Em qualquer viagem que se faça, é indispensável verificar e providenciar toda a documentação necessária com certa antecedência: passaportes, vistos, documentos de identificação, vacinas obrigatórias…

Para as Bahamas, é necessária a vacina contra febre amarela. Confessamos que ninguém pediu o nosso certificado de vacina em momento algum quando entramos no país. Mas podiam ter pedido, né? Então é melhor não arriscar…

Organizando a papelada para a próxima viagem: livretos, formulários preenchidos, documentos e, claro, as carteirinhas de vacina.

A vacina contra febre amarela é gratuita e, para fazer efeito, o viajante precisa ter se vacinado pelo menos 10 dias antes da viagem. Sua validade é de 10 anos. Depois que fizer a vacina, pegue seu comprovante e emita o seu Certificado Internacional de Vacinação. Aqui em São Paulo, isso é feito no Aeroporto de Guarulhos. Saiba mais neste link.

Para saber onde tomar a vacina da febre amarela em São Paulo, clique aqui.

Faça um check-list

Para essa viagem, há muitos itens não usuais que você não pode esquecer de colocar na bagagem, então não deixe de fazer um check-list. Enfeites para a porta, presentinhos do Fish Extender, fantasias de pirata, materiais para autografar, tags das malas (que eles mandam pelo correio), formulários preenchidos, certificados de vacina, além de todos os outros itens usuais de qualquer viagem/viagem à praia…

Se precisar de um ponta-pé inicial para fazer a sua check-list, algum tempo atrás fizemos esse post sobre o assunto.

Dica importante: mesmo com um destino caribenho, não deixe de colocar na mala pelo menos um casaquinho mais quentinho para cada membro da família. À noite pode esfriar um pouco nas partes externas do navio ou em ambientes com ar-condicionado mais forte.

Ah! E não deixe de ver a lista que a própria Disney fornece sobre o que levar e o que não levar a bordo. 😉

 

Essas são algumas das dicas que temos para o período pré-cruzeiro. No próximo post, falaremos um pouco mais sobre as coisas que rolam já dentro do navio. Até lá!

 

 

Cruzeiro Disney Dream – Bahamas – post 1 (sobre a Disney Cruise Line, seus navios, itinerários, compra do pacote, escolha da cabine e o que está ou não incluído no valor pago)

No primeiro semestre desse ano fizemos o nosso primeiro cruzeiro da forma mais kid-friendly possível: embarcamos no navio Disney Dream rumo às Bahamas!

Perdoem-me por ser redundante e usar a tradução do nome do navio, mas aquilo tudo é mesmo um SONHO. O sorriso fácil, sincero, realizado da nossa filha durante todo o tempo em que esteve lá reflete um serviço de primeiro mundo, com muita atenção aos detalhes e elaborado com a “fórmula mágica” da Disney.

Isabela absolutamente encantada na Sail Away Party.
Isabela absolutamente encantada na Sail Away Party.

E como eles sabem encantar os clientes… A emoção de sermos recebidos no navio com um caloroso “Welcome aboard Ramos Family!” e uma salva de palmas da tripulação, a alegria do contato direto com os personagens, as atrações dignas dos melhores produtos de entretenimento… Da emocionante buzina na hora de o navio partir ao espetáculo de fogos em alto mar, da comida deliciosa e ilimitada às surpresas que nos deixavam na cabine… Não houve uma vez sequer em que tenhamos cruzado com um funcionário no navio sem sermos educadamente cumprimentados. Se a Bela estivesse fantasiada de princesa, então, sempre era elogiada por qualquer funcionário que a avistasse no caminho… Carinho, respeito e atenção ao cliente sem medidas. Que bom! É disso que gostamos, não é mesmo?

Enfim… Foi uma experiência incrível não só para a Bela, mas para toda a família e começamos agora a compartilhá-la com vocês aqui no blog.

Como há muito a ser dito sobre o Cruzeiro Disney, dividi a nossa experiência em uma série de sete posts. No de hoje, falaremos um pouco sobre a Disney Cruise Line, quais os navios e destinos, como comprar o pacote, daremos dicas sobre a escolha da cabine, a forma de pagamento e o que está ou não incluído no pacote. Você perceberá que, ao longo do texto, já vamos deixando nossas impressões e passando dicas especiais para que você possa aproveitar essa experiência ao máximo.

Disney Cruise Line

A Disney Cruise Line, subsidiária da The Walt Disney Company, opera atualmente quarto navios: o Disney Dream, o Disney Fantasy, o Disney Magic e o Disney Wonder.

O Dream e o Fantasy são os mais novos e são estruturalmente semelhantes. O Magic e o Wonder também são similares.  No entanto, a decoração e os atrativos apresentam diferenças, o que permite que cada navio seja “novo” para quem quer experimentar mais de um cruzeiro.

Saiba aqui quais são as principais diferenças entre os navios da Disney.

Os destinos trabalhados pela Disney são bem diversificados. Os cruzeiros para as Bahamas (de 3, 4 ou, ocasionalmente 5 dias) e para o Caribe (7 dias), com saída do Porto Canaveral (pertinho de Orlando), na Flórida,  são oferecidos o ano inteiro.

Disney Dream atracado na ilha de Castaway Cay, nas Bahamas. Créditos: © Disney

Os demais cruzeiros são distribuídos ao longo do ano. Durante o verão no hemisfério norte (de maio a agosto), é possível fazer o cruzeiro pelo Alasca e o cruzeiro pela Europa (em 2016, o europeu também vai ser oferecido em setembro).

Outros destinos esporádicos são: Costa da Califórnia, Canadá e New England, Havaí, México, Canal do Panamá e Transatlântico.

Também é possível fazer o cruzeiro pelas Bahamas, Caribe ou Canal do Panamá com saída do Porto de Miami. Os navios que saem de lá são o Magic e o Wonder, quando não estão em uso em outros destinos.

Neste link é possível escolher um cruzeiro de acordo com o destino, o mês disponível para a viagem, o porto de partida, a quantidade de dias disponíveis para a viagem ou o navio que preferir.

A reserva e a compra do pacote podem ser feitas diretamente no site da Disney Cruise Line, de forma bem intuitiva, neste link. Também há agentes de viagem que oferecem esse serviço.

A nossa escolha

Escolhemos o cruzeiro no navio Disney Dream, com duração de 4 noites e saída do Porto Canaveral, com destino às Bahamas.

 

Créditos: © Disney

Os nossos portos de parada foram Nassau (capital das Bahamas) e Castaway Cay (ilha da Disney). Tínhamos um dia sem nenhuma parada, quando o navio permaneceu no mar e pudemos curtir melhor as atrações do Dream. Há tanto o que fazer dentro do navio, que consideramos esse dia extra essencial.

Escolhendo a cabine

A escolha da cabine pode parecer uma etapa relativamente simples no processo de compra de um pacote, mas é um pouco mais complicada do que aparenta.

É preciso saber se você prefere ficar na parte da frente (forward) ou na parte de trás (aft) do navio. Se prefere andar baixo ou alto, perto ou longe da agitação, na parte interna do navio ou na parte voltada para fora. Cabine com janela (porthole) ou com varanda. Enfim… São muitas as decisões. E depois que comecei a pesquisar, percebi até que tinha que me preocupar se a “paredinha” da minha varanda era transparente ou branca. Descobri que, com crianças pequenas, a transparente é mais legal pois eles não ficarão tentando “escalar” a paredinha para enxergar o mar (o que seria perigoso).

Também no processo de escolha da cabine, descobrimos que algumas têm “oversized verandah” (varanda com o tamanho maior que as demais) e que custam o mesmo preço que as demais cabines da mesma categoria com varanda menor. Decidi que queria uma com varandona, claro!

Uma ferramenta que me ajudou bastante na escolha da cabine foi o site Cruise Critic, onde as pessoas postam depoimentos (reviews) sobre as cabines onde se hospedaram. Assim como ele, há vários outros que dão dicas sobre as boas cabines nos navios, como o Cruise Advice.

Nós terminamos escolhendo a cabine 6192, localizada no aft (bem no fundo do navio), com varanda oversized. Nós amamos a nossa cabine e não temos nenhuma queixa sobre ela. Nos portos de parada, o fundo do navio fica voltado para a terra, o que proporciona uma boa vista da localidade visitada. Na hora de ir embora, também temos uma vista privilegiada do lugar de afastando, do reboliço das águas ficando para trás.

Nossa varanda enorme, bem no fundão do Disney Dream.

Algumas pessoas que já se hospedaram na nossa cabine, mencionam o barulho da bandeira que fica hasteada enquanto o navio está parado nos portos (no mar, ela é recolhida). Honestamente, o tal “barulho” não nos incomodou nem um pouco, até porque enquanto ela estava tremulando, nós estávamos aproveitando o porto de parada e, quando voltávamos à cabine, achávamos até gostoso o barulho e poder enxergar um pedacinho dela.

A bandeira do navio hasteada enquanto ele está parado em Nassau. No fundo, pode-se ver o resort Atlantis.

Também falam que na região do aft, é possível sentir mais a vibração dos motores do navio, mas essa sensação só é maior quando estamos ancorando ou partindo. Nada que não possa ser suportado.

Para quem costuma enjoar em navios, os especialistas recomendam escolher uma cabine em um andar baixo e no centro do navio, onde a estabilidade é melhor sentida. Também falam que poder enxergar a parte externa do navio é importante. Então é bom escolher uma cabine que tenha varanda ou pelo menos janela.

Resumindo, nossa principal dica sobre a escolha da cabine é: depois que vir quais estão disponíveis na categoria que você pretende e na data da sua viagem, jogue o número da cabine no Google e veja o que as pessoas falam sobre ela. Eu “googlei” Disney Dream 6192 stateroom, li as inúmeras opiniões de quem já ficou nela e percebi que era uma boa escolha, daí, então, fechei o pacote.

Uma dica para quem quer economizar: as cabines internas (sem varanda e sem janela) são as mais baratas do navio. Nos navios da Disney, há uma falsa janela/porthole (que eles chamam de Magical Porthole), com uma tela que transmite imagens em tempo real da parte externa do navio. Assim, ele simula uma janela de verdade. Vez ou outra aparece um personagem da Disney no vídeo para dar uma animada. Assim, é possível diminuir a sensação de estar em um lugar fechado, sem contato algum com a parte externa do navio. Veja aqui um vídeo que demonstra como é essa janela virtual: https://www.youtube.com/watch?v=DZw8o3vvN-o.

Um post bem interessante sobre a escolha da cabine nos navios da Disney é esse aqui do blog Mousesavers. Além de darem dicas sobre como economizar na compra do pacote, eles também falam sobre “cabines com portholes secretos”, que, na verdade, são cabines que têm janela com vista ligeiramente obstruída e, por esse motivo, são vendidas como se fossem cabines internas. É uma forma de ter um quarto que recebe luz natural, pagando um pouco menos. De acordo com o blog, essas cabines só estão disponíveis nos navios Magic e Wonder.

Forma de pagamento

Para confirmar a reserva, é necessário fazer um depósito inicial com o cartão de crédito. Daí dá para ir pagando o saldo restante à medida que for conveniente para você. É só fazer o login no site e pagar mais uma parte. Quem determina quanto vai pagar a cada momento é o comprador, desde que uns 2 ou 3 meses antes do cruzeiro, o pagamento integral tenha sido realizado. Eles deixam o prazo final para pagamento bem claro e enviam lembretes por e-mail.

Acho essa forma de pagamento bem conveniente, pois, dessa forma, dá para se organizar melhor com relação ao câmbio e às finanças pessoais. Suponhamos que o valor do dólar tenha dado uma melhorada, então o comprador do pacote pode aproveitar para adiantar uma parcela bem gorda. O dólar subiu muito esse mês? Dá para arriscar, não pagar nada agora e deixar para ver se dá uma baixada no próximo mês. Recebeu o décimo terceiro? Aproveita e quita logo o pacote do cruzeiro. Enfim… É assim que funciona, deu para entender?

O que está incluído

  • Hospedagem em cabine confortável com banheiro separado em duas partes (na grande maioria, o chuveiro e pia ficam em um lado, e o vaso e mais uma pia do outro lado, o que permite que mais de uma pessoa use os banheiros ao mesmo tempo), frigobar, secador de cabelo, telefones (wave phones, sobre os quais falarei melhor adiante), muito espaço nos armários para guardar as roupas e muito espaço embaixo da cama para guardar as malas vazias e o carrinho de bebê, televisão com filmes divertidíssimos da Disney (viciamos em uns curtas engraçadíssimos do Mickey, Pateta e Donald, para ter uma ideia, assista Potatoland – https://www.youtube.com/watch?v=bElcEMabhoU), mesinha de trabalho. Os demais móveis e a disposição deles, dependem do tipo de cabine (por exemplo, como estávamos em uma cabine com varanda oversized, tínhamos 2 espreguiçadeiras, 2 cadeiras e uma mesinha na varanda – nas varandas menores só há cadeiras). Para quem vai com crianças pequenas, o berço também é gratuito. Eles também colocam no quarto um lixeiro especial para crianças que usam fraldas. Um detalhe interessante nas cabines é que há uma cortina que pode ser usada para separar a área onde as crianças dormem da área dos adultos, o que dá um pouco mais de privacidade para as famílias.
  • Todas as refeições (exceto bebidas alcoólicas), desde o almoço no dia do embarque até o café da manhã no dia do desembarque. Vale lembrar que é possível comer de tudo, quantas vezes quiser. Está na dúvida entre os pratos principais do jantar? Escolha todos! Quer repetir a sobremesa? Pode repetir quantas vezes quiser (ou quantas aguentar). Seu filho não quer nada do menu infantil, mas ficou de olho na sua lagosta? Vá em frente e peça o prato dos adultos para ele. Ah, ele decidiu que agora também vai querer o prato infantil? Por que não? Mais um prato infantil, por favor. É assim que funcionam as coisas lá. Ah! Eles providenciam cadeirão ou buster para crianças menores e copo apropriado para a idade. Tudo isso pode ser determinado pelo próprio cliente, no ato da reserva do pacote.
Café da manhã no restaurante Cabanas. E esses waffles do Mickey com maple syrup? Delícia!
Café da manhã no restaurante Cabanas. E esses waffles do Mickey com maple syrup? Delícia!
  • Refrigerante, café, chá gelado e água à vontade, no deque das piscinas e nos restaurantes. No deque das piscinas há estações onde é possível se servir à vontade ao longo do dia. Copos de papel estão sempre disponíveis, mas vale levar garrafinhas para encher com água e levar para a cabine, assim, não é necessário comprar água mineral. No restaurante Cabanas há água e sucos à vontade, durante seu horário de funcionamento. Nos demais restaurantes, basta pedir ao garçom e ele prontamente trará as suas bebidas.
Café da manhã no restaurante Cabanas. E esses waffles do Mickey com maple syrup? Delícia!
  • Sorvete à vontade no deque das piscinas (all-you-care-to-eat-ice-cream).
Sorvete à vontade. Dá para se servir no copinho ou na casquinha.
Sorvete à vontade. Dá para se servir no copinho ou na casquinha.
  • Lanches no deque das piscinas: hambúrguer, cachorro-quente, pizza, batatas fritas, costelinha… Tudo no melhor estilo barbecue americano.
Lanchinho gostoso no deque da piscina. E essa vista?
  • Lanches pós-balada na área exclusiva para adultos.
  • Área das piscinas. Todas as atividades, incluindo piscina da família, piscina infantil, splash zones (Nemo’s Reef), toboáguas e piscina exclusiva para adultos. O uso das toalhas na piscina é gratuito.
Piscina + filminho da Disney
  • Sports deck com basquete, mini-golfe, ping-pong e shuffleboard e fitness center (os simuladores de esportes e os tratamentos no spa são pagos à parte).
  • Festas e apresentações no deck, espetáculo com fogos de artifício (que acontece na maior parte dos itinerários).
Encantados na Festa dos Piratas
  • Experiências com personagens.
Encontrando a Anna e a Elsa. Inesquecível...
Encontrando a Anna e a Elsa. Inesquecível…
  • Kids clubs – recreação infantil dividida em três clubes (3 a 12 anos, 11 a 14 anos e 14 a 17 anos). Todas as refeições servidas no kids club também estão incluídas (exceto o “Make your own smoothie”, servido no Vibe). No entanto, para crianças de até 3 anos, o berçário (It’s a small world) é pago à parte.
Quanto do Andy no Kids Club.
Quanto do Andy no Kids Club.
  • Shows ao vivo, no maior estilo Broadway/Disney.
  • Cinema 3D, que exibe inclusive lançamentos da Disney.
  • Atividades para famílias, incluindo filmes exibidos ao lado da piscina, jogos, quizz, shows com música ao vivo e muito mais.
  • Atividades exclusivas para crianças, adolescentes ou adultos.
  • Serviço de quarto 24 horas (a gorjeta do serviço de quarto deve ser paga à parte). Só fique atento porque as bebidas e coisas engarrafadas / enlatadas industrialmente são pagos à parte. Por exemplo: a latinha de Coca-Cola é paga à parte. O suco de laranja que vem no copo de vidro é grátis. Na dúvida, pergunte ao atendente do serviço de quarto quais bebidas são gratuitas.
Serviço de quarto para a senhorita Bela
  • Enquanto as crianças brincam no Kids Club, os adultos podem aproveitar as áreas “Just for Adults”: piscina exclusiva, casas noturnas, lounges.
  • Serviço de limpeza de quarto realizado duas vezes ao dia. Uma durante o dia e outra enquanto a família está no jantar. Nessa segunda arrumação, o camareiro arruma o quarto, o berço, fecha as cortinas, coloca toalhas sequinhas e quentinhas (sempre deixa uma toalhinha trabalhada como escultura de animal, feita com alguma peça que tenhamos deixado de bobeira pelo quarto – amamos muito cada surpresa!), ajusta a iluminação para um modo “fim de noite” e deixa chocolatinhos e a programação do dia seguinte em cima da cama. Como não pirar de amor pelo serviço nesse cruzeiro?
Surpresinha deixada pelo nosso host Alberto: um macaquinho usando os óculos do papai!
Surpresinha deixada pelo nosso host Alberto: um macaquinho usando os óculos do papai!
  • Itens de higiene pessoal da marca H2O+, que não faz teste em animais.
Produtos da marca H2O+ com a carinha dos personagens da Disney
  • Guest Service 24 horas.
  • Eventos especiais no Halloween e na época próxima ao Natal.
  • Wave phones. Cada quarto tem dois telefones, por meio dos quais os hóspedes podem manter contato com outros passageiros dentro do navio e na ilha Castaway Cay. Esse telefone também pode ser usado pelos “tios” do Kids Club e do berçário para se comunicarem com os pais, caso precisem de alguma coisa ou as crianças queiram voltar para os pais.
  • Na ilha da Disney – Castaway Cay – estão incluídos: transporte de tram ao longo da ilha, almoço – buffet em estilo barbecue, sorvete e bebidas não-alcoólicas à vontade, entrada em todas as praias (inclusive a exclusiva para adultos), cadeiras de praia, guarda-sóis e redes, entretenimento na ilha (incluindo shows musicais e kids club), trilhas, esportes de praia, aulas de ioga, splash zone, encontros com personagens, empréstimo de carrinho, escorregador no Pelican Plunge.
Carrinho "grátis" na Castaway Cay.
Carrinho “grátis” na Castaway Cay.

O que NÃO está incluído

  • Bebidas alcoólicas. Se você pretende economizar um pouco nesse quesito, saiba que a Disney Cruise Line é uma das companhias de cruzeiro que permite que os passageiros levem suas próprias bebidas alcoólicas a bordo (BYOB). O passageiro precisa ter mais de 21 anos e levar as bebidas na bagagem de mão. Obviamente, há um limite com relação à quantidade de garrafas/latas. Saiba mais aqui.
  • Bebidas engarrafadas / enlatadas e saquinhos fechados e industrializados de castanhas, amendoins, cereais no room service.
  • Água mineral engarrafada (mas você tem água de graça e à vontade no deck da piscina – é só encher umas garrafinhas e levar para o quarto).
  • Tratamentos no spa e salão de beleza.
  • Jogos no Arr-cade.
  • Simuladores esportivos.
  • Pipoca no teatro e no cinema.
  • Refeições nos restaurantes exclusivos para adultos Palo e Remy.
  • Passeios nos portos de parada.
  • Aluguel de bicicletas, boias, caiaques, pedalinhos, equipamentos de mergulho, etc. em Castaway Cay.

  • Berçário (para menores de 3 anos).
  • Internet wi-fi (uma bênção – diria que ganhamos “de graça” 4 dias desconectados).
  • Fotos feitas pelos fotógrafos da Disney. As fotos podem ser adquiridas impressas ou em cd na última noite do cruzeiro. Não é barato, mas vale à pena.
  • Souvenires e presentinhos (obviamente).

Espere pagar à parte

Como você pôde ver na lista acima, algumas coisas não estão incluídas no valor pago pelo cruzeiro, mas muitas delas nem fazem tanta falta assim se não forem adquiridas. Mas há algo que não está incluído e é super importante e você PRECISA considerar no orçamento para a viagem:

  • Nesse quesito, a Disney Cruise Line facilitou bastante a vida de quem viaja com eles. Eles fazem uma sugestão de valor de gorjeta para cada pessoa que prestou serviços diretos ao cliente (garçom, assistente de garçom, chefe dos garçons) e stateroom host/hostess (que cuida das cabines, tipo um camareiro, mas mais próximo aos hóspedes). Na última noite do cruzeiro, eles enviam o valor total a ser pago por pessoa (crianças também pagam), por dia de cruzeiro. Esse valor é debitado diretamente no cartão de crédito vinculado à cabine. Basta que o hóspede assine um mini formulário que eles entregam na cabine e depositá-lo no balcão de atendimento ao cliente. Se o hóspede quiser alterar o valor, é só comunicar no próprio formulário. Eles também providenciam envelopes para que você coloque o canhotinho do comprovante das gorjetas e entregue ao funcionário na última noite. Você pode aproveitar o envelope para acrescentar algum dinheiro (se quiser), uns doces, uma cartinha de agradecimento, enfim… O “algo a mais” fica a critério de cada um.

Vale lembrar que as gorjetas para room-service, serviço de bebidas alcoólicas em bares e na praia, spa, berçário, etc., devem ser pagas à parte. Fique atento. Se em algum momento, você for consumir algum serviço pago à parte e encontrar “Gratuity not included” escrito, significa que você deve providenciar a gorjeta no ato.

 

No próximo post, falaremos sobre os preparativos para o cruzeiro Disney! Não perca.

Kennedy Space Center / NASA: passeio fascinante e absolutamente imperdível na Flórida

Sem exageros, o Kennedy Space Center deve ser um dos lugares mais legais que já visitamos. Ele está localizado em Merritt Island, no estado da Flórida, pertinho de Orlando (50 minutos) e ao lado do Cabo Canaveral. É um daqueles passeios que não dá para deixar de fazer MESMO.

O Kennedy Space Center (KSC) é o local de onde são lançados os veículos espaciais da NASA (se você der sorte, dá até para assistir a um lançamento ao vivo). O complexo para visitantes do KSC é muito bem organizado e as exposições são de tirar o fôlego.

Foguetes, ônibus espaciais, sondas, satélites, roupas de astronautas, anotações, fotografias, réplicas de cabines de naves espaciais, equipamentos de diversos tipos e épocas… Tudo ali, na nossa frente, testemunhando o quanto que já conseguimos avançar enquanto espécie humana na busca pelo saber espacial (e como isso ainda é tão pouco diante do que há para ser descoberto). A forma como as coisas estão expostas e como as informações são passadas é muito legal.

O espaço é imenso e há muito para ser visto, então se programe para chegar cedinho e aproveitar ao máximo o tempo disponível.

Chegando ao complexo, o primeiro impacto já é grande, na área conhecida como Rocket Garden. Para nós, aquela “foguetada” toda  já foi tão bacana, que estava valendo pelo passeio. Mal sabíamos o que nos esperava lá dentro. Aquele comecinho é só para dar uma animada.

 

Embora todas as experiências sejam bem legais, nós temos uma favorita: a Space Shuttle Atlantis. É bem emocionante – confesso que até chorei com uma surpresinha que rola na apresentação, mas não vou contar para não perder a graça pra vocês.

 

No mesmo prédio do Atlantis, é possível passar pelo Shuttle Launch Experience, que é uma simulação de lançamento de foguete. Há uma altura mínima para participar dessa experiência (44’’ – aproximadamente 111 centímetros). Como estávamos com a nossa filha de 2 anos, obviamente mais baixinha que isso, nos revezamos para curtir o simulador. Eles têm um esquema bem organizado e, enquanto um adulto vai para o lançamento, o outro fica com a criança em uma salinha bem ao lado, assistindo tudo o que acontece em um vídeo. Depois, eles trocam de posição e ambos têm a oportunidade de ir na atração. Os que estão esperando, recebem crachás. No da Bela, estava escrito “VIP”. Expliquei a ela o que significa e ela amou ficar com ele no pescoço. No meu, tinha “Crew Family” (Família da Tripulação). Os funcionários que organizam o esquema são muito educados e uma delas até deu um adesivo do KSC de presente para a Bela. Achei fofo!

Também nesse prédio, há alguns brinquedos para entreter as crianças. Umas tubulações que simulam espaços internos da Atlantis e um escorregador inflável gigante. Os pequenos também adoram sentar na cabine de comando, mexer em todos os botões, alavancas, luzinhas piscantes… A Bela ficou encantada e falava que era “astonauta” o tempo todo.

Outra área imperdível é o Apollo / Saturn Center, que nos leva de volta à época em que o homem pisou na lua. Para chegar até lá, há um ônibus que faz um tour guiado pelo Kennedy Space Center, passando por galpões onde os foguetes são montados e plataformas de lançamento. É tudo tão imenso, tão impressionante! No caminho, é até possível ver jacarés (alligators).

Só fique atento para não sair muito tarde para o tour. Informe-se sobre os horários dos ônibus e certifique-se de que terá tempo suficiente para conhecer essa área, que também é bem grande.

Nesse espaço, não perca a oportunidade de tocar em um pedacinho da lua que está lá exposto!

As outras áreas, um pouco menores que essas duas primeiras, mas que merecem MUITO a visita são as seguintes:

History of Space Exploration – exposição de artefatos espaciais autênticos que ajudam a entender como a NASA trabalhava antes da era dos super computadores.

Journey to Mars: Explorers Wanted – apresentação que dura em torno de 30 minutos, abordando o futuro da exploração espacial. O apresentador envolve o público e até chega a sugerir que talvez alguém ali possa ser o futuro da NASA. Achei bem legal, principalmente para crianças / adolescentes mais velhos que entendam inglês e possam se sentir estimulados a entender mais sobre carreira da NASA.

Astronaut Encounter – encontro com um dos aproximadamente 500 homens / mulheres que já foram para o espaço. A experiência dura entre 30 e 40 minutos e acontece diversas vezes ao dia. Veja aqui o calendário dos encontros.

Há ainda um memorial aos astronautas, cinema I-Max (filmes em 3D), playground e lojas de souvenir. Não sou muito de comprar nesses lugares super turísticos, mas amei essa lojinha! Dá vontade de comprar tanta coisa… Macacões de astronauta, miniaturas de naves espaciais… Não resisti às luvas de cozinha de astronauta!

Alimentação

Nós almoçamos no Moon Rock Cafe, que fica no Apollo / Saturn Center. Não há um motivo especial para a escolha desse restaurante. Foi esse porque era lá que estávamos no horário do almoço. A comida não é lá essas coisas, mas passa. Tem saladas, sanduíches e pizzas em um esquema dinâmico estilo “grab and go”.

Veja aqui as opções de restaurantes dentro do KSC e seus respectivos menus.

Também é possível almoçar com um astronauta. Custa US$ 29,99 para maiores de 12 anos e US$ 15,99 para crianças de 3 a 11 anos. A experiência dura em torno de 90 minutos. Durante o almoço, o astronauta compartilhará experiências vividas por ele e há um momento em que é possível fazer perguntas e tirar fotos. É necessário fazer reserva antecipada.

Ingressos

Os ingressos para o KSC custam US$ 50 para adultos e US$ 40 para crianças de 3 a 11 anos e nele estão incluídas quase todas as atrações do complexo. Pessoas com mais de 55 anos pagam US$ 46. Esses ingressos também dão direito a visitar 2 vezes (dentro de 7 dias) o U.S. Astronaut Hall of Fame, que fica em um prédio separado do complexo de visitantes, mas localizado na mesma via que dá acesso ao KSC. Infelizmente não tivemos tempo para fazer essa visita. Ficou para uma próxima oportunidade, pois, certamente, voltaremos lá.

Encontre aqui mais informações sobre ingressos. Dica: vale a pena comprar antecipadamente pela internet e evitar possíveis filas.

Fique sabendo:

  • Já vi algumas pessoas e até alguns blogs chamarem o KSC de parque. Gente, ele NÃO é um parque temático. É um centro de visitantes da NASA. Está mais para museu moderno cheio de atividades interativas do que para parque. Talvez as pessoas chamem de parque por força do hábito, já que vêm do embalo dos parques em Orlando.

Eu acho importante deixar isso claro, principalmente para as crianças, para que não cheguem esperando montanhas russas e coisas do gênero. Além do mais, se os pais souberem explicar bem a importância daquele lugar, da história viva e rica da exploração espacial, talvez eles gostem ainda mais do KSC do que de visitar mais um entre inúmeros parques temáticos. O KSC é especial <3

  • O complexo para visitantes do centro da NASA tem tudo o que é preciso para encantar visitantes de todas as idades. É certo que, quanto mais velhas forem as crianças, mais conseguirão entender o que está ali exposto, mas mesmo os pequenos conseguem aproveitar, se os pais souberem envolvê-los na visita.

Fomos com uma criança de 2 anos e ela se divertiu bastante. Até hoje fazemos referência às coisas que vimos lá.

  • Para quem curte muito esse assunto, vale saber que é possível fazer um “treinamento de astronauta”. Podem participar da Astronaut Trainning Experience (ATX)® crianças acima de 7 anos e adultos . Custa US$ 175 para adultos e US$ 165 para crianças de 7 a 11 anos. Veja aqui mais informações.
  • Se vai com crianças pequenas, leve o seu carrinho de bebê. O espaço é enorme e, depois de um tempo, as crianças cansam. Enquanto a criança não estiver no carrinho, você terá um lugar para deixar bolsas, sacolas, mochilas, casacos e ficar com as mãos livres.
  • Há cadeiras de rodas e carrinhos de bebê disponíveis para alugar no KSC. Quando fizemos o tour pelo complexo e fomos até o Apollo / Saturn Center de ônibus, deixamos o carrinho da Bela em um estacionamento de carrinhos. Chegando lá, ela estava dormindo e pegamos um carrinho emprestado, de graça. Havia inúmeros carrinhos disponíveis para uso gratuito naquela parte do complexo, já que as pessoas deixam os próprios carrinhos a quilômetros de distância dali.
Carrinho emprestado pelo KSC no Apollo / Saturn Center, já que precisamos deixar o da Bela no estacionamento próximo ao ônibus do tour. Era pequenininho, mas melhor que ficar carregando uma criança de 14 kg (dormindo!) no colo. Ela parece imprensadinha, mas estava muito tranquilinha nele.
  • Fique de olho no site do KSC e saiba quando será o próximo lançamento de foguete. Geralmente eles colocam uma contagem regressiva já na página principal. Quem sabe não coincide com o dia da sua viagem? [UPDATE: Nesse link você encontra mais informações sobre lançamentos].
  • Vai viajar com seu bichinho de estimação? O centro de visitantes oferece um serviço de canil gratuito, que abre às 9 horas e funciona até o complexo fechar. Saiba mais neste link.
  • O estacionamento é pago e custa US$ 10 para carros de tamanho normal e US$ 15 para motor homes / RVs.
  • Quando for digitar o nome do KSC no GPS, digite Kennedy Space Center Visitor Complex. Digitamos assim e chegamos lá tranquilamente. Não use só Kennedy Space Center, pois isso te levará para o lugar errado. Essa dica está bem clara lá no site deles. Se preferir, pode usar as coordenadas 28o31’34.10″N e 80o40’45.12″W. Para saber mais sobre como chegar lá, clique aqui.

No próximo post, você embarca com a gente no cruzeiro Disney Dream! Obaaaa!!!