Roteiro de 9 dias em Illinois e Wisconsin

Chicago era uma cidade americana que estava no topo da minha wishlist. Embora a cidade dos ventos seja sensacional e tenha bastante coisa para ver e curtir, queríamos aproveitar os nossos nove dias de viagem para também fazer alguns passeios mais tranquilos, em cidades menores. Amamos cidades grandes e cosmopolitas, como Nova York, San Francisco, São Paulo… Mas também somos apaixonados por essas cidades pequenininhas e charmosinhas, que terminam sendo um bônus nas viagens.

Outra coisa que curtimos (e quem acompanha o blog já sabe disso) é aproveitar as viagens aos Estados Unidos para assistir a algum jogo de baseball, futebol americano, basquete, hockey… Os jogos são sempre tão animados e festivos… Daí decidimos ver os Cubs em Chicago e os Packers na cidade de Green Bay, que fica “lá em cima”, no estado de Wisconsin.

Assim, surgiu um roteiro que amamos fazer, abrangendo os estados de Illinois e Wisconsin e que, a partir de hoje, começamos a compartilhar com vocês.

O voo

Chegamos em Chicago em um voo da Copa Airlines, com escala no Panamá. Saímos de Guarulhos às 12h15 e chegamos em Chicago às 00h15 do dia seguinte (horário local).

A época

Para conhecer Chicago, escolhemos o final de setembro + início de outubro, época de outono, minha estação favorita para viajar para o hemisfério norte. Amo o outono. A temperatura não tão quente, nem tão fria, as folhagens, o colorido nas árvores, os preços mais baixos por não se tratar de alta estação (rsrsrsrsrs)…

De carro ou transporte público?

Decidimos que essa viagem se encaixava nas duas situações. Ficamos com o carro nos primeiros dias para fazer as viagens nas cidadezinhas do entorno e a viagem até Green Bay. Depois, quando voltamos para Chicago, devolvemos o carro e desbravamos a cidade de transporte público e a pé. A propósito, Chicago é uma daquelas cidades super gostosas para andar a pé. É bem plana, não é muito grande e os principais atrativos, restaurantes e hotéis ficam concentrados no miolinho que abrange Downtown e Magnificent Mile.

Para complementar e deixar a viagem com a nossa cara, em um dos dias fizemos um tour de bike pelo Lago Michigan, e Downtown (na região que concentra os parques e museus).

Roteiro

  • Dia 1

00:15 – Chegada em Chicago

Carro alugado na Hertz

Check-in no Hyatt Dearfield

Café da manhã no Dennis

Compra de chip para celular na T-Mobile

Jogo de baseball dos Chicago Cubs

  • Dia 2

Café da manhã no Kevin’s Place

Dia na fazenda Apple Holler

Hospedagem no Timber Ridge Lodge & Waterpark

  • Dia 3

Waterpark e almoço no Timber Ridge Lodge

Jogo de futebol americano dos Green Bay Packers

Check-in no Days Inn Sheboygan (spoiler: não gostamos desse hotel)

  • Dias 4 a 9

Check-in no Hyatt Place Chicago/Downtown/Loop

Devolver carro na Hertz

Curtir Chicago, que (olha outro spoiler) se tornou uma das nossas cidades favoritas!

No mapa abaixo, alguns dos principais pontos de Chicago, opções de restaurantes previamente pesquisados e playgrounds (rsrsrsrsrs), que sempre pesquiso quando estamos indo para algum lugar.

Nos próximos posts vamos detalhar direitinho todos os dias dessa viagem que foi absolutamente inesquecível! Vem com a gente!

 

Quer garantir o seu hotel? Faça sua reserva no Booking.com. Usando este link, você tem a garantia do site de melhores preços e nós ganhamos uma pequena comissão. Você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda na manutenção do blog.

 

Próxima viagem confirmada: Canadá e Estados Unidos de motorhome!

Vocês não imaginam o quanto estamos animados! A nossa próxima viagem já está confirmada! Finalmente realizarei dois sonhos de infância: viajar de motorhome E conhecer o Canadá!

Vamos os 4 (para quem caiu de paraquedas aqui no blog e ainda não sabe quem é o nosso time, somos eu, o meu marido Gustavo e nossos dois filhos Isabela, de 5 anos e Felipe, de 1 ano) fazer um roteiro super bacana pelas montanhas rochosas canadenses e americanas. No total, vamos rodar mais de 3 mil quilômetros (talvez 4)!

O motorhome que alugamos é igualzinho a esse. Créditos: Cruise Canada

No nosso roteiro de 20 dias, que já começa na próxima semana, incluímos: Vancouver e Victoria (British Columbia), Banff e Jasper (Alberta) e Seattle (Washington State)… Teremos paradas estratégicas em cidades menores nos nossos deslocamentos mais longos. Vamos percorrer a estrada que é considerada a “Mais Bonita do Mundo”, a Icefields Parkway. Na volta, ficaremos dois dias em Toronto, de onde devemos partir para conhecer as Cataratas do Niágara e, quem sabe, dar uma esticadinha até Buffalo (estado de Nova York), na fronteira USA+Canada. É! Queremos comer Buffalo Wings direto da fonte original. 😉

Devorando o Lonely Planet

Tínhamos incluído no roteiro o Glacier National Park, no estado de Montana, que tem uma das estradas mais belas (e assustadoras) do mundo, a Going to the Sun Road. Quem nunca ouviu falar, joga o nome dessa estrada no Google e vê do que eu estou falando. É sensacional! No caminho de ida de lá até Seattle, pararíamos no estado de Idaho. Porém, recebemos um e-mail de uma agência local informando que tem uma área do parque que está passando por um incêndio (wild fire) e talvez a ida até lá não role. Por enquanto, deixamos esse passeio em stand-by e estamos de olho em alternativas, como a região de vinícolas e de fazendas de frutas no Vale de Okanagan, na British Columbia.

Por enquanto, o nosso percurso está definido mais ou menos assim:

Estamos super animados, fechamos algumas parcerias super bacanas para essa viagem (logo vocês ficarão mais). O roteiro tem de trilhas em parques preservadíssimos a subidas ao topo de arranha-céus em grandes metrópoles. De jogo de futebol americano (vamos ver os Seattle Seahawks!) a passeio de bike em parque urbano. De tour em geleiras a passeios na praia.  Vamos cruzar a fronteira Canadá – Estados Unidos quatro vezes (uma delas com o motorhome dentro de um ferry-boat!). Vai ser demais!

Fazer as malas para essa viagem tem sido um verdadeiro desafio, pois estaremos em pleno outono, variando de cidades no nível do mar a topos de montanhas. Assim sendo, podemos esperar temperaturas variando de -1ºC a 31ºC. É mole? Tem que levar todo tipo de roupa nessa bagagem. E carrinho de bebê, cadeirinha para o carro, roupas de cama, mesa e banho… Uma loucura!

Estamos super animados para começar essa aventura e quem quiser “vir junto” com a gente, pode acompanhar tudo pelo meu Instagram @annakarla_pezinhonaestrada . Vou postar fotos na timeline e fazer posts no Stories. Usaremos as hashtags #PezinhonaEstrada , #PezinhonoCanadá e #PezinhonosUSA . Também vamos postando notícias no nosso Facebook https://www.facebook.com/blogpezinhonaestrada .

Flórida e Bahamas: roteiro de 10 dias por Miami Beach, Cocoa Beach, Fort Lauderdale e cruzeiro Disney nas Bahamas

 

Quando vi a promoção das passagens da Azul para Fort Lauderdale, percebi que era hora de voltar para a Flórida. 😉 A Azul tinha acabado de começar a comercializar os seus novos voos para a Fort Lauderdale e Orlando, ambos partindo de Campinas. Esses voos só entrariam em operação dali a dois meses (meados de dezembro de 2014), ou seja, ninguém tinha testado ainda, não existiam os famosos reviews e indicações pela internet. Logo, ainda não sabíamos como isso funcionaria direito, se seria bacana, se o atendimento seria bom, qual seria o estado da aeronave, se teria entretenimento a bordo… Era tudo um grande mistério, mas a oferta era bacana e, como boa empresa brasileira, permitia parcelar o valor em 10 vezes, o que não acontece com as empresas estrangeiras, que geralmente parcelam em 5, no máximo 6 vezes (para saber como foi a nossa experiência com a Azul, aguarde o nosso próximo post, pois contaremos direitinho). Ou seja, essa era uma oportunidade perfeita para as mini-férias que estávamos programando para fevereiro/março.

Primeiro compramos as passagens e só depois começamos a pensar no roteiro. Afinal, eu sabia que seria fácil encontrar milhares de coisas para fazer lá pela Flórida e que o problema seria mesmo escolher alguns destinos em detrimento de tantos outros. Mas uma coisa que já sabíamos era que não queríamos ir a Orlando. Pelo menos, não naquele momento. Teríamos pouco tempo (10 dias) e, se decidíssemos ir aos parques seria uma correria louca para ver tudo, ainda faltaria tempo e voltaríamos super cansados. Não estávamos nessa vibe. Então pensamos em alugar um apartamento em Miami Beach ou Fort Lauderdale e ficar por ali, descansando, no maior estilo slow travel (amo!). No entanto, tinha uma coisinha que me estava martelando a cabeça há algum tempo: o cruzeiro Disney. Há anos isso estava na nossa wishlist e a vontade de viajar no navio do Mickey só aumentava. Essa era a hora! Incluímos o Disney Cruise. E aos poucos as demais paradas começaram a se encaixar no nosso roteiro, que no final ficou assim:

26/fevereiro: voo Campinas – Fort Lauderdale às 23:27

27/fevereiro: chegada a Fort Lauderdale às 06:00. Miami Beach

28/fevereiro: Miami Beach / Cocoa Beach

01/março: Cocoa Beach / Kennedy Space Center

02/março: Disney Cruise – Bahamas

03/março: Disney Cruise – Bahamas

04/março: Disney Cruise – Bahamas

05/março: Disney Cruise – Bahamas

06/março: chegada do Disney Cruise / Fort Lauderdale

07/março: Fort Lauderdale

08/março: Fort Lauderdale

09/março : chegada a Campinas

 

Ah ! Tínhamos pensado em incluir Key West no primeiro dia do roteiro, mas felizmente desistimos da ideia, pois teria ficado muito corrido (insano mesmo!). Assim sendo, Key West continua na wishlist, guardadinha para uma próxima oportunidade.

Nos próximos posts, compartilharemos com vocês o roteiro completo da nossa viagem em família pela Flórida e pelas Bahamas, tudo bem mastigadinho. Só para despertar um pouquinho a sua curiosidade, você verá, entre outras coisas: nossas impressões sobre o voo da Azul; o aeroporto de Campinas (e como fizemos para chegar lá); o aeroporto de Fort Lauderdale e a espera na fila da imigração; o aluguel e a escolha do carro; o apartamento maravilhoso pé na areia que alugamos em Miami Beach (e pertence a uma brasileira super gente boa); nosso passeio pelo Bill Bags State Park; nossa tentativa de visita frustrada ao Miami Children’s Museum; a tempestade que pegamos na estrada; nossa visita emocionante e inesquecível ao Kennedy Space Center (da Nasa); nossa inesquecível experiência gastronômica em um dos melhores restaurantes que já conhecemos (pequetitico e maravilhoso) em Cocoa Beach; a escolha do navio e da cabine no Disney Cruise; nossos preparativos para o cruzeiro e cada detalhe da nossa experiência nele; a nossa alegria por termos conseguido uma super barganha no Hotwire com o hotel de Fort Lauderdale; nosso hotel com vista fantástica e grudadinho no píer de Cocoa Beach; comprinhas, passeios, restaurantes…

  •  Período da viagem: fevereiro e março de 2015
  • Temperatura: agradável, variando de calorão a noite fresquinha (com água do mar um pouco mais fria do que imaginávamos).
  • Viajantes: casal + uma criança de 2 anos e 10 meses