SERHS Natal Grande Hotel: hotel pensado para a família, em Natal/RN

No comecinho de junho, o meu marido tinha um congresso em Natal e nós colamos nele para aproveitar a oportunidade e passear um pouquinho. Como vocês sabem, nós moramos em São Paulo, mas somos de João Pessoa, que fica ali pertinho de Natal. Então lá fomos eu, o marido e nossos dois filhos (o Felipe com 9 meses e a Isabela com 5 anos), convidamos a nossa família, que mora na Paraíba, para encontrar conosco lá em Natal e passarmos um fim de semana gostoso, matando um pouco a saudade.

O congresso foi no SERHS Natal Grande Hotel, que pertence ao grupo catalão SERHS. Decidimos então, que iríamos ficar lá mesmo.

Vista linda em frente ao hotel

O hotel tem uma estrutura muito boa para quem viaja em família. Achamos bem completo. O atendimento também foi muito bacana e nos surpreendeu positivamente. Check-in rápido e eficiente, com direito a água de coco e suquinho na recepção para dar as boas vindas. Precisamos trocar o quarto dos meus pais porque eles chegaram no dia seguinte e, embora eu tivesse solicitado que reservassem para eles um apartamento perto do nosso, eles acabaram ficando bem longe, por engano. Solicitamos a troca e eles foram super solícitos, resolvendo o problema. Até ofereceram um quarto superior, com antessala, dois banheiros e uma vista linda para o Morro do Careca.

Todos os apartamentos do hotel têm vista para o mar e sacada. Reservaram para a nossa família um que fica no mesmo andar da recepção e bem próximo a ela. Achamos bem conveniente para quem de desloca com carrinho. A copinha baby (que eles chamam de Baby Kitchen) também ficava naquele mesmo bloco, dois andares acima. Bastava pegar o elevador que ficava bem ao lado do quarto e já saíamos ao lado da copinha.

A copa era bem equipada com fogão, geladeira, microondas, cadeirão, utensílios de cozinha e estava sempre limpa e organizada. Para entrar lá, é necessário usar o mesmo cartão que abre a porta do quarto, pois é um serviço que só está disponível para reservas com criança. Esse espaço é uma maravilha para quem está viajando com criança que está começando com a introdução alimentar, para lavar e esterilizar mamadeiras, preparar um lanchinho…

Copa baby
Copa baby

Existe a possibilidade de pedir o serviço de preparo de comida especial para bebês (0 a 2 anos) e crianças (até 5 anos), tudo orientado por nutricionistas, de acordo com o material que eles entregam no ato do check-in.

Na viagem, eu levei as refeições do Felipe que foram previamente preparadas em casa todas separadinhas e congeladas. Coloquei em tupperwares, dentro de um cooler. Para embarcar no avião foi super tranquilo. Só falei que o que estava no cooler era comida de bebê e eles me falaram para levar como bagagem de mão, tranquilamente. Levei almoço e jantar para todos os dias, já que com 9 meses ele ainda não estava comendo nada com sal, então deveria evitar a comida do buffet do hotel e de restaurantes. Como o voo de São Paulo a Natal é curto, as coisas chegaram lá ainda congeladas, então quando entrei no quarto do hotel, só tirei do cooler e coloquei tudo no congelador do frigobar. Também levei uns lanchinhos para a minha filha mais velha e deixei tudo guardado no frigobar. Ela tem uns ataques de fome noturna e ficar pagando 8 reais em um micro-saquinho de amendoim no frigobar do hotel não estava nos meus planos.

O nosso quarto tinha duas camas tamanho queen bem confortáveis e ainda colocaram um berço para o Felipe (é sempre bom lembrar de pedir o berço no momento da reserva). Tinha uma sacada grande com duas cadeiras, uma linda vista para o mar, armários espaçosos, tv de tela plana, cofre, secador de cabelos, banheiro amplo com um ótimo chuveiro e itens de higiene pessoal.

O hotel tem cinco restaurantes, mas eles não ficam todos abertos ao mesmo tempo, então sempre consulte a recepção para saber qual será o horário de funcionamento deles durante a sua estada. O café da manhã é maravilhoso e bem completo. Muitas opções de frutas e sucos da fruta, cereais, pratos quentes e frios, tapioca, omelete e ovos feitos na hora, nas chapas. Tem serviço de quarto, bar em frente ao mar (mas não é na areia, tem que descer um lance de escadas para chegar até a praia) e bar molhado (na piscina).

Bar molhado
A Bela curtindo o bar molhado

No que diz respeito ao lazer, as piscinas são muito bacanas e ocupam toda a frente do complexo. Há piscinas com profundidades variadas interligadas por escorregadores. É bom ficar de olho nas crianças bem pequenas, pois em algumas das piscinas elas podem não alcançar o chão. Alguns lugares têm esguichos, outros têm hidromassagem, em outros um espelho d’água onde pode-se colocar espreguiçadeiras e ficar observando as crianças brincarem. Há espaços sombreados, espaços mais tranquilos para quem busca sossego, espaços para quem quer jogar bola, espaços para quem quer tomar uns drinks. E gente (agora os nordestinos que moram fora vão me entender), eles vendem sorvete da Kibon e lá tem picolé de cajá! Digo isso porque a Kibon não vende picolé de cajá no sudeste =(

Parte mais funda de uma das piscinas
Área sombreada em uma das piscinas infantis
Piscina bem rasinha para crianças
Escorregadores conectam as piscinas. Observe a hidro no meio da foto.
O Felipe e a Bela se divertem

O Kids Club é aberto diariamente das 9h às 17h e das 19h às 21h. Existe a opção inclusive de colocar as crianças para almoçarem com os monitores do Kids Club. Para isso, é necessário fazer uma inscrição com algumas horas de antecedência. Eles também oferecem lanchinho no fim da tarde e sorvete. A Isabela não é muito de ficar em clubinho (e o Felipe ainda é muito novinho). Quando viajamos, ela gosta de curtir junto conosco e nós também gostamos que eles fiquem sempre por perto. Mas teve um dos dias que ela pediu para ir para o clubinho e nós deixamos ela lá. Preenchemos um cadastro, ela recebeu uma pulseirinha e deixamos o número do telefone e os nomes das pessoas que estavam autorizadas a buscá-la. Achei que eles tinham um controle bacana e a programação era bem interessante. Ela lanchou lá. Falou que tinha suco, pãezinhos (de acordo com ela, deliciosos) e bolo.

Kids Club
Hóspedes assistindo à final da Champions League no Sports Bar

Além do clubinho fechado, que tem piscina de bolinhas, brinquedos, espaço e material para atividades de arte, os monitores também fazem atividades com as crianças nas piscinas. Há um playground que absolutamente me encantou. De madeira, charmoso e bem de frente para o mar. Uma delícia!

Playground

 

Playground
Playground

A equipe de lazer também organiza atividades para o público adulto. Hidroginástica, zumba, brincadeiras de adivinhação no café da manhã (tipo… “Quantas sementes vocês acham que tem dentro desse maracujá?” e quem mais se aproxima ganha brindes do hotel).

As programações infantil e adulta ficam disponíveis em murais ao longo do hotel e também podem ser consultadas na recepção.

O hotel conta com sala de ginástica, spa (com piscina interna e aquecida), salão de beleza, salão de jogos, sports bar (onde o pessoal estava animado, assistindo a final da Champions League no telão), cyber café com diversos computadores conectados na internet, wi-fi grátis

Salão de jogos
Quadra de vôlei de praia

Localização

O SERHS fica na Via Costeira, em frente ao parque das dunas. O mar em frente ao hotel é agitado e atrai surfistas. Não acho muito bom para crianças. Com crianças, dá para aproveitar a areia da praia e as piscinas do hotel.

A praia em frente é quase deserta. Tem segurança particular do hotel e cadeiras e ombrelones.

 

Como fica bem ao sul na Via Costeira, é bem perto de Ponta Negra, que tem uma diversidade grande de restaurantes, bares e vida noturna agitada. Se estiver sem carro, um Uber fica baratinho saindo dali.

Sobre isso, achamos que compensa sair à noite para jantar no Camarões, pois o preço é melhor e a comida é mais saborosa que a do restaurante do hotel. Aliás, o Camarões é um restaurante que quem vai a Natal precisa conhecer.

Passeios

Como já conhecemos Natal e os atrativos das proximidades, aproveitamos essa viagem para curtir o hotel e a família. Para quem quer fazer passeios, há duas opções. Dá para alugar um carro e desbravar a cidade e os pontos turísticos ou pegar passeios organizados separadamente. Na recepção do hotel a equipe pode dar dicas sobre esses assuntos.

O que posso adiantar é:

Pipa merece no mínimo um pernoite, pois é à noite que a cidade fica ainda mais legal.

Tibau do Sul é uma delícia. Já falamos sobre ela aqui e demos várias dicas.

João Pessoa e praias do litoral norte e sul da Paraíba merecem alguns dias exclusivos. E como merecem! Não faça bate-volta a João Pessoa. Você vai se cansar