Dicas para economizar nas viagens

Vontade de viajar não falta. Já dinheiro… Não é sempre que a gente pode contar com esse recurso, não é?

Nesse post vamos reunir algumas dicas para ajudar a planejar uma viagem dos sonhos sem causar um rombo no orçamento familiar.

Faça uma poupança.

Planejamento é fundamental

Primeiro, vale enfatizar que é necessário planejamento. Para isso, é interessante estabelecer uma meta e começar a trabalhar nesse sentido. Fazer uma poupança específica para viagens é uma boa ideia. Lembre: viagem não é despesa. É investimento. Investimento em tempo de qualidade com sua família, em boas lembranças, em aprendizado…

Sempre que estou planejando uma viagem, faço uma planilha com as despesas previstas para aquela aventura. Pesquiso bastante e anoto as estimativas de gastos com passagens, transporte, hospedagem, seguro de viagem, alimentação, passeios, pequenas compras, entre outros gastos. Então vejo o que pode ser pago em parcelas, o que pode ser pago antes da viagem (se tem reembolso, caso tenhamos algum problema e não consigamos ir), o que precisa ser pago durante a viagem e o que fica para pagar depois que voltarmos. Após fazer esse exercício fica mais fácil saber quanto é necessário colocar por mês na poupança.

Evite a alta estação

Se possível, viaje na baixa estação. No período de férias escolares, feriadões e finais de semana, é comum que todas as despesas de uma viagem fiquem bem mais altas. Em alguns casos, os valores das diárias de hotéis, por exemplo, chegam a triplicar na alta estação. Campos do Jordão é um bom exemplo disso. Durante o Festival de Inverno as diárias ficam caríssimas, principalmente nos finais de semana. Além disso, os destinos turísticos ficam bem mais cheios, o que significa mais filas, mais trânsito, mais tumulto.

Alta estação na Tailândia. Créditos: Bangkok.Travel
Alta estação na Tailândia. Créditos: Bangkok.Travel

Para quem viaja com crianças bem pequenas, que ainda não frequentam a escola ou podem perder aulas da escola sem problemas, é bom tirar férias fora dos meses de julho, dezembro e janeiro. Fique atento, pois em outros países, as férias escolares podem ser em outros períodos. Na Inglaterra, por exemplo, tínhamos férias entre agosto e setembro.

Hotwire, Priceline e outros sites de reservas de hotéis

Sempre que for fazer reserva da hospedagem, faça uma busca geral em todos os sites que oferecem esse serviço para ter uma noção geral dos preços. Geralmente, faço uma busca no link do hotel no TripAdvisor. Ele faz uma busca simultânea em diversos sites, incluindo Booking, Expedia, Decolar, Easytobook, Hoteis.com… Comparo os preços cobrados nesses sites com os preços cobrados pelo próprio hotel (algumas vezes fica mais barato fechar direto com o hotel). E, claro, vejo como está o “mercado” nos sites Hotwire e Priceline, por meio dos quais já conseguimos algumas pechinchas maravilhosas.

Hotwire e Priceline são serviços de compra às cegas. Ou seja, você primeiro paga, depois você descobre o que você comprou (existem formas de “diminuir essa cegueira pré-compra”, que explicarei logo mais). E não tem reembolso. A vantagem disso, é que você vai conseguir ficar em um hotel pagando bem menos do que ele costuma cobrar.

Na nossa viagem à Califórnia fizemos algumas das reservas pelo Hotwire. Foi muito legal. Economizamos bastante e gostamos muito de todos os hotéis onde ficamos. Por exemplo, ficamos com o Holiday Inn Express em San Diego, que está custando 314 reais nos sites tradicionais (Decolar, Booking, Expedia), mas pagamos 70 dólares pelo Hotwire. No Hotel Fusion, em San Francisco, pagamos 78 dólares por noite, usando o Hotwire. Se for fechar hoje pelo Booking, a diária sai por 593 reais! Como podem ver, é uma super economia. Se fôssemos pagar, pelos meios tradicionais de reserva, um hotel em San Francisco que custe 78 dólares, ficaríamos em um hotel bem mais simples ou em uma pior localização. Esse que ficamos era uma beleza! Pertinho da Powell Station e da Union Square, com café da manhã incluído!

Ou seja, dá um medinho pagar por um “hotel surpresa”, mas vale a pena e é até um pouco emocionante! É só observar algumas dicas que apresentaremos logo abaixo. Ah! E assim que você conclui a transação, você já recebe o nome do hotel com o voucher.

Como funciona o Hotwire? Você chega no site e faz a busca pela cidade, período de hospedagem e quantidade de pessoas no quarto. O Hotwire vai te retornar uma lista de hotéis, mas não vai mostrar os nomes deles, pois, claro, eles não querem que você fique sabendo da promoção e feche direto com hotel, fazendo com que eles percam a comissão.

Você poderá refinar a busca, escolhendo apenas as regiões onde você gostaria de se hospedar. Tem um mapinha da cidade ao lado, para facilitar essa etapa. Clicando em um hotel específico, você saberá quantas estrelas o hotel recebeu pelos usuários do serviço, a nota dele no TripAdvisor, a lista de equipamentos e comodidades (amenities), entre outras poucas informações. Atenção! Em alguns casos, estacionamento, taxa de resort e internet não estão incluídos e precisam ser pagos à parte.

Para ter uma ideia ou um palpite de qual pode ser o hotel pelo qual você se interessou, vale visitar o Better Bidding, que tem um fórum onde as pessoas compartilham as compras que conseguiram fazer no Hotwire e no Priceline. Daí, pelas amenities, quantidade de estrelas e região de cada hotel, dá para ter uma ideia de qual ele seria. Além disso, eles disponibilizam uma lista com os hotéis de cada região e as formas como as amenities desses hotéis podem ser apresentadas. O uso do site Better Bidding é gratuito e a única coisa que eles pedem é que você entre nos sites Hotwire ou Priceline pelo link que fica no topo da página deles e que depois volte para contar qual hotel você conseguiu fechar.

Já o Priceline (categoria Name your own price), funciona como um leilão às avessas. Basicamente, você preenche o formulário com informações como a cidade em que pretende se hospedar, o bairro/região, número de quartos, data, categoria do hotel e fala quanto pretende pagar por isso. Depois disso, você põe as informações do seu cartão de crédito e o site vai fazer uma busca e verificar se algum hotel que atende às suas condições topa fazer aquele preço. Se sim, o valor vai ser debitado do seu cartão e você tem uma reserva. Se não, você só poderá fazer um novo lance no dia seguinte e nada será cobrado pelas suas propostas que não forem aceitas. Nunca cheguei a fechar com o Priceline, pois as minhas ofertas baixas nunca foram aceitas e não tive paciência para ficar aumentando a cada dia até um belo dia descobrir onde ficaria hospedada. Quem tem paciência e tempo para isso, fala que é muito bom e que dá para conseguir uma relação custo x benefício ainda melhor que pelo Hotwire.

Priceline

O site Melhores Destinos publicou um guia sobre como conseguir bons hotéis pagando menos por meio desses dois sites. Você pode ver aqui as dicas super legais que eles postaram.

 

Aproveite as promoções

Hoje em dia as companhias aéreas têm apostado nas promoções para driblar a concorrência. As passagens aéreas estão cada vez mais acessíveis e, no Brasil, podem ser compradas inclusive em parcelas. Algumas companhias aéreas chegam a parcelar passagens em dez vezes.

No último final de semana, por exemplo, estavam rolando 17 promoções de passagens, com saídas de inúmeras cidades no Brasil. Tinha passagem de ida e volta para Buenos Aires por R$ 234,00 pela Gol, ida e volta para Montevidéu por R$ 250,00. Vale ficar de olho em sites especializados em divulgar promoções, como é o caso do Melhores Destinos. Nós costumamos compartilhar algumas dessas promoções na fanpage do blog.

melhores destinos

Cupons de desconto

Muitos atrativos, lojas, restaurantes e outros serviços oferecem cupons de desconto para os clientes. Sites especializados em reunir cupons, como o Retail me not, são boas ferramentas para deixar na sua tela de favoritos. Também vale baixar o aplicativo no seu smartphone e usar os cupons online, que nem precisam ser impressos.

retailmenot

Exemplos de descontos: imprimimos em casa um cupom de desconto da Blazing Saddles Bike Rentals e Tours de San Francisco e tivemos 20% de desconto no aluguel das bikes que usamos para cruzar a Golden Gate Bridge. Outra vez, ganhamos sobremesa grátis no Hard Rock Café. Desconto de 8% na seguradora World Nomads… Entre muitos outros. Vale ficar ligado!

Organize suas milhas

As empresas de cartões de crédito têm parcerias com programas de milhagens das companhias aéreas. Muitas vezes você pode comprar passagens usando as milhas ou, se não tiver milhas suficientes, conseguir um upgrade na sua passagem ou um bom desconto. Além das milhas dos gastos do cartão, sempre que você viajar de avião, ganhará pontos que serão somados em sua conta. Lojas e programas de fidelidade de outras empresas também ajudam a acumular pontos. Fique esperto, organize os seus programas de fidelidade e não deixe que seus pontos se percam.

Converse com seus filhos e explique quanto/se podem gastar

A minha filha ainda não chegou na idade de ficar pedindo para comprar tudo o que vê pela frente, mas tenho amigos que falam que essa fase é terrível. “Quero sorvete”. “Quero pipoca”. “Quero uma orelha da Minnie”. “Quero esse brinquedo”. Enfim… Querem tudo.

Loja de souvenires. Créditos: Thiago Martins
Loja de souvenires. Créditos: Thiago Martins

Como fazer para controlar isso? Cada família tem o seu jeito de lidar com a situação e acredito que os pais saibam melhor que ninguém como agir nesses casos. Uma dica legal é, antes de chegar aos atrativos, converse com seus filhos e explique até quanto eles podem gastar em determinado passeio. Assim, a criança já começará a entender como gerenciar melhor os desejos e as vontades, de acordo com os recursos disponíveis.

 

2 comentários sobre “Dicas para economizar nas viagens”

  1. Adorei as dicas…haja poupança para as viagens que quero fazer..e como vc diz também considero viajar um investimento e não despesa .bjos

Deixe um comentário